Busca de exames

Exoftalmometria

 

O que é

Medida da posição dos olhos em relação à órbita

Quando é indicado

Sempre que houver suspeita de alteração da posição do globo ocular.
Em casos onde ele esta deslocado mais para frente (tumores, problemas de tireóide) ou para trás (traumas com fratura dos ossos da face).

Como é feito

Com a tomada de medidas de posição do olho em relação à órbita, com uma pequena régua especifica para esta avaliação

Características

Sem dilatação pupilar.
Indolor.
Pode ser feito em consulta de rotina.
Não altera a visão.

Fotografias do segmento externo e segmento anterior (Micro)

 

O que é

Fotos digitais permitindo o acompanhamento através de imagens.

Quando é indicado

Acompanhamento de cirurgias, alterações, sinais, manchas.

Como é feito

Feito através de fotos digitais em alta definição, adaptada a um biomicroscópio com aumento de até 40 vezes.
As fotos são tiradas num aparelho do consultório, onde o paciente posiciona o queixo e a testa a é solicitado para olhar em uma determinada direção

Características

Sem dilatação pupilar.
Indolor.
Pode ser feito em consulta de rotina.
Luz forte nos olhos.
Não altera a visão.

Fotografias Macro

 

O que é

Fotos digitais permitindo o acompanhamento através de imagens

Quando é indicado

Acompanhamento feito através de fotos digitais em alta definição, em cirurgias, alterações diversas, sinais, manchas. Ótimo para avaliar e dar seguimento a procedimentos estéticos.

Características

Sem dilatação pupilar.
Indolor
Pode ser feito em consulta de rotina.
Simples para o paciente como qualquer foto.
Não altera a visão

Fundoscopia

O que é

Também chamado de Fundo de Olho.

Exame onde se avalia o vítreo, a retina, o nervo óptico e a coróide.

Quando é indicado

Quando se deseja estudar o segmento posterior do olho, detectando suas possíveis alterações.
Indicado no pré-operatório de cirurgias oculares, para identificar lesões predisponentes a descolamento no pré-operatório.
Útil no acompanhamento de pessoas com tendência a descolar a retina, detectando defeitos e permitindo tratamento precocemente.
Em doenças sistêmicas que afetem os olhos, como hipertensão arterial e diabetes e avaliação do nervo óptico.

Como é feito

A pupila do paciente é dilatada com o uso de colírios. O exame pode ser também executado sem a dilatação da pupila.

Características

Indolor, mas a luz nos olhos é intensa, sendo necessária a colaboração.
A visão pode ficar nublada de 2 a 4 horas após a dilatação.
Pode haver dificuldade para leitura nas primeiras horas após o uso dos colírios de dilatação.
Sensibilidade à luz nas primeiras horas após o uso dos colírios de dilatação.

Recomendações

Trazer óculos solar para uso após o exame.
Vir acompanhado.
Não dirigir após o exame.
Caso já tenha realizado, trazer os exames anteriores.

Duração

Em torno de uma hora, principalmente pela necessidade de dilatar as pupilas

Gonioscopia

O que é

Avaliação do ângulo da câmara anterior.

Como no ângulo é escoado o líquido de dentro do olho (humor aquoso), a avaliação do ângulo demonstra o tipo de glaucoma.

Quando é indicado

Em pacientes com glaucoma, diagnosticado ou suspeito.

Como é feito

Feito no consultório oftalmológico com o paciente sentado na frente da lâmpada de fenda e com a testa apoiada. Sob anestesia local (colírio anestésico), é colocada em contato com o olho uma lente especial (de Goldman) para melhor visualização da periferia da câmara anterior – o ângulo entre a córnea e a íris.

Características

Sem dilatação pupilar.
Indolor.
De fácil execução para o paciente.
Uso de colírio anestésico.
Não altera a visão

Duração

Em torno de 20 minutos.

Mapeamento de Retina

 

O que é

Exame onde se avalia e mapeia (desenha) a retina

Quando é indicado

Quando se deseja estudar todas a retina e o vítreo, detectando suas possíveis alterações.
Indicado no pré-operatório de cirurgias oculares, para identificar lesões predisponentes a descolamento no pré-operatório.
Útil no acompanhamento de pessoas com tendência a descolar a retina, detectando defeitos e permitindo tratamento precocemente

Como é feito

A pupila do paciente é dilatada com o uso de colírios.
No consultório oftalmológico com o paciente sentado, o oftalmologista examina o fundo de olho e desenha as alterações encontradas

Características

Indolor, mas a luz nos olhos é intensa, sendo necessária a colaboração.
A visão pode ficar nublada de 2 a 4 horas após a dilatação.
Pode haver dificuldade para leitura nas primeiras horas após o uso dos colírios.
Sensibilidade à luz nas primeiras horas após o uso dos colírios

Recomendações

Trazer óculos solar para uso após o exame.
Vir acompanhado.
Não dirigir após o exame.
Caso já tenha realizado, trazer os exames anteriores

Duração

Em torno de uma hora, principalmente pela necessidade de dilatar as pupilas.

Microscopia Especular

O que é

Analisa o endotélio da córnea.
Permite a determinação do tamanho, formato e número de células endoteliais, além de monitorar a sua transformação ao longo do tempo.
Esta análise reflete a vitalidade da córnea, e quando comprometido pode resultar em redução da transparência, diminuição da visão e gerar sintomas de dor e desconforto ocular.

Quando é indicado

No pré-operatório de cirurgias dos olhos. Possibilita definir a melhor técnica de cirurgia de catarata e ainda antever complicações.
É exame pré-operatório obrigatório para cirurgias refrativas (correção do grau).
Na detecção e acompanhamento de doenças corneanas, muitas delas de origem familiar.

Como é feito

Um feixe de luz incide sobre o olho/córnea, seu reflexo é capturado por um microscópio de altíssima definição, permitindo o estudo das células

Características

Necessária a colaboração.
Não requer o uso de colírios.
De fácil execução, indolor e sem contato com os olhos.
Não altera a visão

Duração

Em torno de 20 minutos.

PAM - Potencial de Acuidade Visual

O que é

Também chamado de Potencial Acuity Meter.

É uma avaliação da capacidade de visão.

Quando é indicado

No pré-operatório de catarata, faz a previsão do potencial de visão máxima. Determina a capacidade de visão do olho, sem a catarata.
Auxilia na avaliação da origem da dificuldade visual – catarata x doenças da retina.
Excelente para estimar a melhora da visão com uma cirurgia de catarata. Também ajuda a detectar simulações de baixa visão.

Como é feito

Com o paciente sentado, olhando para uma tabela com letras de alta intensidade de luz, capaz de permitir enxergar através das opacidades (catarata).

Características

Requer o uso de colírios.
Indolor e sem contato com os olhos.
De fácil execução para o paciente.
Não altera a visão.

Duração

Aproximadamente 20 minutos.

Papilografia

O que é

É um tipo de retinografia colorida. É uma foto do nervo óptico, com a realização de medidas computadorizadas de algumas dimensões do nervo e da escavação do nervo óptico

Quando é indicado

Como tem como objetivo principal documentar alterações do nervo óptico, é muito útil para acompanhar doenças do nervo, como o glaucoma.

Como é feito

A pupila do paciente é dilatada com o uso de colírios.
Após, são obtidas fotografias digitais da retina. Estas imagens recebem tratamento digital.

Características

A luz nos olhos é intensa, sendo necessária a colaboração.
A visão pode ficar nublada de 2 a 4 horas após a dilatação.
Pode haver dificuldade para leitura nas primeiras horas após o uso dos colírios.
Sensibilidade à luz nas primeiras horas após o uso dos colírios.

Recomendações

Trazer óculos solar para uso após o exame.
Vir acompanhado.
Não dirigir após o exame.
Caso já tenha realizado, trazer os exames anteriores.

Duração

Em torno de uma hora, principalmente pela necessidade de dilatar as pupilas.

Paquimetria

O que é

Também chamada de paquimetriaultra-sônica.

Medida da espessura da córnea

Quando é indicado

A determinação da espessura da córnea auxilia na estimativa da função da córnea.
Indicado em doenças corneanas, muitas delas de origem familiar, como no caso de Fuchs ou de ceratocone.
Permite avaliar as medidas de pressão intra-ocular com mais certeza em portadores de glaucoma.
É um exame pré-operatório obrigatório para cirurgias refrativas (correção do grau).

Como é feito

Com o paciente recostado, sob anestesia local (colírio anestésico), uma delicada sonda toca a superfície do olho, sendo possível escolher diversos locais para a medida e analisar a precisão das medidas realizadas.

Características

Sem dilatação pupilar.
Uso de colírio anestésico.
Indolor.
De fácil execução para o paciente.
Não altera a visão.

Recomendações

Não usar lentes de contato no dia do exame (converse com seu oftalmologista para estabelecer o tempo exato).

Duração

Em torno de 20 minutos.

Atendimento personalizado

Você recebe atenção personalizada desde o agendamento até o confortável processo de recuperação

Você recebe atenção personalizada desde o agendamento até o confortável processo de recuperação

Para agendar consultas e exames, ligue para 3217-2700 de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas ou a qualquer momento: Agenda online

Rua Jangadeiros Alagoanos, 1163, Pajuçara, Maceió-AL, CEP: 57.030-000, Tel: (82) 3217-2700

Contato

Galeria de fotos